IPVA Detran RN – Como pagar? Tabela de pagamento e Isenção

O IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores) é um imposto Estadual, regulamentado, portanto, por cada Estado, que deve ser pago por indivíduos proprietários de veículos. Cada estado determina a alíquota do imposto, com base em seus próprios critérios. Não pagar o IPVA resulta na proibição da circulação do automóvel, apreensão, multa ou perda de pontos na Carteira.

Como pagar o IPVA DETRAN RN 2019?

No Rio Grande do Norte, a taxa de licenciamento anual não sofreu alterações, permanecendo em R$ 90. O mesmo vale para a alíquota, que não sofreu alterações em relação à de 2018, permanecendo em 3% do valor venal do veículo. Por exemplo, se o carro novo custou, vamos supor, R$ 60,000, é possível calcular o valor multiplicando-o por 0,03 (equivalente a 3%): 60,000 X 0,03 = R$ 1.800

Este valor pode ser tanto pago à vista quanto parcelado em até cinco vezes, a partir de março deste ano. No caso de pagamento à vista, o proprietário recebe um desconto de 5% do valor total. No valor do exemplo assim, o desconto seria de R$ 90 reais.

O boleto para o pagamento é enviado para a residência do proprietário, mas pode ser gerado no site do Detran do Rio Grande do Norte (http://www.detran.rn.gov.br), no campo Consulta de veículos e Boletos, informando a placa do veículo e o Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM), disponível no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos.

O boleto pode ser pago nos terminais de autoatendimento e no site do Banco do Brasil, estando, também, disponível o pagamento via aplicativo. Clientes de outras agências podem pagar a guia impressa nos terminais de autoatendimento do Banco do Brasil utilizando o cartão de débito de qualquer banco. Caso não esteja com a guia impressa, você pode se dirigir aos correspondentes bancários do Banco do Brasil (Pag fácil) com o número da placa e do Renavam em mãos. É possível, porém, pagá-lo em qualquer agência bancária.

Outra forma de pagamento, dispensando a guia impressa, é a realizada nos postos do correspondente bancário “Nossa Agência”. É preciso ter em mãos a placa e o RENAVAM de seu veículo.

Tabela de pagamento IPVA DETRAN RN 2019

Abaixo, segue o calendário do ano de 2019 para o pagamento do IPVA no Rio Grande do Norte. As datas seguem a do calendário do DETRAN-RN.

 

Como quitar IPVA atrasado?

Caso esteja com o IPVA atrasado, basta acessar o site do DETRAN-RN (http://www.detran.rn.gov.br) e ir na seção Consulta de veículos e boletos para emitir uma nova guia. O valor desta guia já estará calculado levando em consideração as multas, dado o atraso nos pagamentos anteriores. Também é possível obter a guia em qualquer Central do Cidadão ou repartição fiscal do estado.

Não deixe de pagar o IPVA de seu veículo pois, como mencionamos no início deste artigo, as consequências podem pesar ainda mais no seu bolso.

Veículos isentos

  • Tratores e outros automotores agrícolas empregados em serviços rurais que transitam apenas dentro dos limites do respectivo proprietário;
  • Veículos utilizados como ambulância, desde que não seja cobrado pela utilização;
  • Veículos cujos proprietários sejam: a) corpo diplomático acreditado junto ao governo brasileiro; b) turistas estrangeiros, portadores de certificados internacionais de circulação e condução, pelo prazo estabelecido nesses certificados, com validade nunca superior a um ano, e desde que o país de origem adote tratamento idêntico para com os brasileiros;
  • Veículos rodoviários com mais de 10 anos de fabricação;
  • Ônibus e veículos similares empregados exclusivamente em linhas de transporte coletivos, desde que licenciados pelo munícipio;
  • Veículos de passeio, com motor de até 120 HP, adaptados para uso de deficientes físicos (1 por beneficiário)
  • Veículos rodoviários utilizados como táxi (1 por beneficiário), que sejam de propriedade de motorista profissional autônomo ou cooperativo; que esteja registrado no órgão de trânsito de categoria “aluguel” e como espécie “passageiro”; que tenham capacidade para até 05 passageiros (caso sejam automóveis); que tenham potência máxima de 150 cilindradas (caso sejam motocicletas)
  • Veículos tipo buggy com modelos com mais de 10 anos de fabricação;
  • Veículos com potência inferior a 50 cilindradas;
  • Veículos movidos a motor elétrico;
  • Veículos rodoviários usados exclusivamente para transporte escolar (até 16 passageiros, licenciado, e até 1 por beneficiário);
  • Veículos aquáticos destinados ao uso exclusive de atividade pesqueira (1 por beneficiário);
  • Motocicleta ou motoneta com até 200 cilindradas.

Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply