Onde pagar IPVA? Como é feito o pagamento? Veja aqui!

Conhecido como um dos principais impostos que devem ser pagos de forma anual, o IPVA – Imposto Predial sobre Veículos Automotores -, é uma das mais altas taxas que precisam ser pagas por quem possui um veículo em qualquer canto do Brasil.

Mas, é comum que muitas pessoas tenham dúvidas sobre como funciona o pagamento do mesmo, visto que há uma série de bancos credenciados, formas de pagamentos e muito mais.

Veja abaixo informações completas sobre o IPVA, onde conseguir pagar o mesmo, como é feito esse pagamento e tudo que precisa saber.

Onde pagar IPVA? Como é feito o pagamento?

Onde pagar IPVA? Como é feito o pagamento?

Primeiramente, o pagamento do IPVA irá depender de acordo com qual é o seu estado de emissão do imposto, visto que em sua maioria, existem bancos locais para se fazer o pagamento.

Por exemplo, no estado da Bahia você pode fazer o pagamento do seu IPVA direto em qualquer agência do Banco do Brasil, do Bradesco ou também do Bancoob, basta ter em mãos seus número do Renavam.

Dessa forma, é importante que você faça a busca de acordo com o seu estado, verificando pelo portal do Detran de cada um deles, ou até mesmo observando diretamente em seu boleto emitido do imposto, onde terá descrito demais locais de pagamento.

O pagamento é feito rapidamente por meio do número de Renavam do veículo em questão, que está localizado no CRLV do veículo, na parte superior direita. Ao levar até o banco credenciado, você só precisará desse número e do dinheiro para realizar o pagamento, que também pode ser pago por meio do internet banking ou app de banco.

Também é possível acessar a segunda via do seu IPVA por meio do site do Detran oficial do seu estado, basta acessar o seu portal e pedir pelo boleto com dados pessoais. Assim, você não ficará em débito com o seu estado ou terá que lidar com o acréscimo de demais taxas e juros ali incluídos.

Formas de pagamento disponíveis

Ao receber o seu IPVA em casa ou fazer a remissão do imposto diretamente no site oficial do seu Detran, é importante prestar atenção em todas as formas de pagamento disponíveis, isso porque geralmente você possui a opção de pagamento em parcela única, onde há o acréscimo de um desconto, que em muitos estados, é visto como algo considerável.

Já para muitas pessoas, o pagamento em demais parcelas é algo interessante, visto que é possível dividir em até 3 parcelas ou mais – o que varia de acordo com o valor do veículo e do IPVA calculado -, não acumulando assim demais contas.

Fica a critério do motorista decidir qual será a forma de pagamento mais em conta para pagamento, valendo a pena calcular qual é a mais vantajosa, guardando dinheiro para a cota única e muito mais.

O que acontece se eu não pagar o IPVA?

Onde pagar IPVA? Como é feito o pagamento?

O IPVA deve ser pago dentro do prazo previsto, visto que do contrário do que muitos brasileiros, ele não é uma conta que poderá ter demais descontos ou até mesmo ser perdoada no futuro, portanto, é de suma importância fazer o seu pagamento dentro do previsto.

Não fazer o pagamento do mesmo pode trazer além de muitas multas, juros e taxas acrescentadas, muitas outras consequências graves, como é o caso da inadimplência.

Por exemplo, se o contribuinte do estado de São Paulo não fizer o pagamento, fica sujeito a uma multa de 0,33% por dia de atraso, além dos juros de mora – taxa que é cobrada pelo atraso do pagamento de crédito durante um período, que possui como base a taxa Selic. Depois de 60 dias, esse percentual de multa torna-se fixo em 20% de acordo com o valor do imposto.

Ademais, o proprietário do veículo tem seu nome inscrito no Cadastro de Inadimplência Estadual, o que impede que tenham seu crédito acumulado no Nota Fiscal Paulista, por exemplo. No momento em que esse débito de IPVA estiver inscrito, a Procuradoria Geral do Estado fará a cobrança direta do devedor.

A falta de pagamento desses impostos também faz com que o cidadão tenha uma dívida ativa, seja de cunho estadual, municipal ou federal, reunindo assim demais problemas com o seu cadastro ativo do estado.

Portanto, se você ainda não fez o pagamento desse imposto e estava em dúvida sobre as principais consequências causadas pelo seu não pagamento, esse é o momento de prestar atenção em como funciona e não deixar que se acumule.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply